fbpx

Meu depoimento no livro Constelações Familiares na Advocacia de Bianca Pizzatto

 In Blog

Ser convida para escrever um depoimento na 2a. edição do livro  Constelações familiares na advocacia de Bianca Pizzato foi realmente uma honra. Segue na integra o  meu depoimento:

Depoimento

A Dra. Bianca Pizzatto Carvalho nos deu um grande presente por meio do seu livro “Constelações Familiares na Advocacia Sistêmica – Uma prática Humanizada”. Seja para quem deseja se aprimorar nesta técnica, ou para quem anseia conhecer melhor este estudo, o livro traz muitas revelações e funciona como um verdadeiro manual.

Esta obra chegou às minhas mãos em um momento de transformação na minha trajetória profissional. Quando eu estava prestes a comemorar 30 anos de advocacia passei a enfrentar alguns conflitos profissionais.

A burocracia, a demora dos processos no Judiciário e o prolongamento de alguns conflitos estavam desgastando minha energia profissional. Eu não conseguia mais me dedicar ao cliente como eu gostaria. Quando já estava decidida a deixar a advocacia fiz terapia e um Coaching Jurídico.

Neste período, conheci a técnica das Constelações Familiares, por meio de uma palestra, realizada na OAB de Ribeirão Preto (SP). A partir dali me encantei por esta nova vertente, que está ganhando força no judiciário brasileiro.

Na sequência iniciei um curso de pós-graduação, na Faculdade Innovare, que é ligada à Hellinger School e segue os conceitos do criador da teoria das Constelações Familiares, o alemão Bert Hellinger.

Nesta nova etapa, percebi que muitas pessoas que encontravam no Judiciário a única saída para a solução dos seus problemas, na realidade, não queriam prolongar os seus conflitos. Mas, até então, não identificavam outra alternativa que as levasse até a solução.

E é neste sentido que o livro da Dra. Bianca enriquece o trabalho dos advogados que caminham em direção ao Direito Sistêmico. A obra foi escrita em uma linguagem de fácil compreensão. Por meio de uma comunicação acessível ela aborda as leis do amor, que são a base do estudo das Constelações Familiares, conceito criado por Hellinger. Com muito respeito, ela explica as três leis que norteiam o conceito das Constelações: pertencimento, equilíbrio e hierarquia.

É importante também o aprofundamento sobre o início do trabalho do juiz Sami Storch, que, em 2012, passou a instituir o Direito Sistêmico no judiciário brasileiro. É imprescindível ressaltar o trabalho deste profissional precursor, que mostrou, na prática, que esta nova vertente caminha na direção da solução verdadeira dos conflitos. Não é um paliativo. A não reincidência é uma prova de que este novo olhar realmente coloca um ponto final no conflito.

Com muita delicadeza a Dra. Bianca mostra que, para atuar neste segmento, o advogado precisa, antes de tudo, estar conectado consigo mesmo e, posteriormente, com algo que está a serviço do sistema familiar do seu cliente.

Nós, que estamos aplicando as Constelações, percebemos que, quando o cliente nos procura, ele chega querendo um pai, uma mãe, ou um salvador que coloque um fim naquela dor. Nosso primeiro passo é trazer o cliente para sua responsabilidade de adulto e ela explica isso muito bem.

O advogado precisa encerrar esse processo de vitimização, para que a pessoa consiga, com responsabilidade, encontrar a força interior para solucionar seu conflito. O Direito Sistêmico é a prova de que é dentro do conflito, que está a solução. Seu livro se tornou um manual que norteia nosso trabalho. Ele está sempre comigo, inclusive nas minhas palestras, pois me dá forças para aplicar este conceito tão revelador. Gratidão!

 

Recommended Posts

Leave a Comment

Contato

Não estamos on line agora. Mas você pode nos enviar um e-mail que responderemos o mais rápido possível